Resenha do filme “As Melhores Coisas do Mundo”

As Melhores coisas do mundo é o filme que faz os jovens pensarem, ser adolescente não é fácil, mas pode se tornar menos complicado encarando essa fase de outra forma.

O filme conta a história de Mano e o que ocorro na vida desse adolescente. Ele adora tocar guitarra, sair com a galera e acha que para crescer demora uma eternidade, porém depois do divórcio dos pais por motivo pouco casual ele percebe que está começando a amadurecer e isso não é fácil. Além desse problema com sua família Mano estuda em uma escola que como ele fala é um "big brother do mal", onde a vida de todos é investigada e publicada (o que é denominado bullying) e com isso ainda vêm às dúvidas da primeira relação amorosa, o relacionamento em casa, as insegurança, preconceito e a experiência da primeira paixão.


Adorei esse filme, ele envolve muitos assuntos importantes, que às vezes são poucos citados no cotidiano. O filme não é algo surpreendente, mas com sua simplicidade e a expansão de assuntos com o qual o filme trabalha me cativou e como Mano diz "Não é impossível ser feliz quando a gente cresce, só é mais complicado".

3 comentários:

Juan Warley disse...

Gostei da trama que envolve o filme muito interessante.

Sempre Lendo

Abraços

UMOblog disse...

Adorei esse filme ;D
Ele tem um irmao mais velho T.T eu queria ter um u_u
Sugoi xDDD
http://www.umomt.com/

Anônimo disse...

gostei muito do filme apesar de ser brasileiro esse filme da a espqctativa de que estamos ficando bom nisso ¬¬
vamos para parte que me toca :)
Há no filme o rapaz virgem e tímido que quer ficar com a menina mais popular da escola; a garota que se apaixona pelo professor; o menino que usa até de plágio para conquistar as meninas na cara de pau; o rapaz deprimido depois que leva um fora da namorada; a blogueira fofoqueira da escola. Todos eles mostrados com muito carinho pela diretora. Inclusive, os personagens mais críveis do filme são justamente os adolescentes. Os adultos em geral parecem um pouco deslocados do quadro geral. (Se bem que um dos momentos mais emocionantes do filme é a cena dos ovos na cozinha, com Denise Fraga). Por mais que Paulo Vilhena e Caio Blat até sejam simpáticos e importantes na figura de professores inspiradores, com a bela intenção de dignificar a figura do educador, hoje em dia tão desvalorizada, o filme se torna mais verdadeiro mesmo quando mostra os feitos dos personagens mais jovens.
as melhores coisa do mundo sao para se guarda no peito de quem ama uns aos outro juntos ou separado entre si mesmo assim sao pessoas qer sao julgadas pelas apareça da vida em comuniao de amigos e familiares
é isso que eu acho do filme