Resenha do livro "Corações em fase terminal"

Quando comecei a ler corações em fase terminal não estava muito empolgada, pois ultimamente o excesso de problemas a resolver na minha vidinha de estudante estava demasiadamente grande, contudo logo nos primeiros capítulos Fabiana Ribeiro me embalou com a história de Cátia e sua luta para salvar a si e aqueles que ama.

O livro conta a história de Cátia uma mulher de vinte e quatro anos que veio de uma família equilibrada que deu a ela todo amor que alguém poderá dar, todavia ela acaba se envolvendo com drogas, assim deixa seus pais sem chão por amá-la demais e ela se destruindo pouco a pouco. Após acordar de mais uma noite boêmia, regada a álcool e drogas seus pais decidem interne-la e em um ataque de fúria ela destrói todo seu quarto e de repente acaba por deitar e ver o mundo aos poucos virar fumaça, quando novamente acorda ela se encontra em um quarto cinza com um espelho que ver sua imagem de uma forma horrenda e uma caixa dourado onde se encontra seu coração com manchas, agora ela terá que descobrir o que se passa nesse lugar, nesse mundo. Porém nessa nova vida Cátia contará com amigos que assim como ela surgiram naquele  situação, mas cada qual com o coração com a sua peculiaridade.

O livro é narrado em terceira pessoa em uma linguagem simples de fácil entendimento, a autora ressalta muito o poder das escolhas nas nossas vidas e as conseqüências dessas, a leitura é apaixonante e apesar de uma história clara sem tanto suspense, a não ser o fato de não sabe onde Cátia está e como ela foi parar ali, ela envolve o leitor e faz pedir bis (kkkkkkkk). A única coisa que não me impressionou muito foi o repentino romance de Cátia e Erick, que apesar de lindo, foi rápido. O livro está super indicado ele é pequeno tem vinte capítulos e a história acaba por mostrar várias lições de vida que podemos tirar como exemplos e rever o que estamos fazendo com a nossa. 

2 comentários:

Jovens Leitoras disse...

Não acho que seja muito o tipo de livro que eu leria.. Mas mesmo assim sua resenha me deixou curiosa!

Beijos =)

Niii disse...

é deprê?
parece ser só pelo título!
eu sempre sinto sua falta lá no blog =x

bjo