Resenha do Livro "Garotas de Vidro"


Lia recebe a notícia que Cassie morreu em um quarto de motel e quando vai olhar seu celular ver que sua amiga, ou ex-amiga, já que fazia algum tempo que as duas tinham se afastado, ligou 33 vezes para ela. Lia tenta demonstrar para todos que não sente nada quanto a isso, contudo ela tem muita coisa a esconder, pois ambas fizeram um pacto e só uma delas poderia sair vencedora dessa luta para atingir o corpo “perfeito”, mesmo que Cassie esteja morta, só uma pode ganhar.

Lia tem anorexia e mesmo depois que seus pais descobriram tenta negar para eles e para si a realidade, que ela está se matando aos poucos por sua obsessão. Depois da morte de Cassie ela começa a rever o trato travado entre elas e fica cada vez mais obsecada por isso, chegando a ver sua amiga morta começando assim uma disputa com seu subconsiente para chegar ao físico que ela espera. Abordando temas dificeis como o bullying na infância, os disturbios alimentares como os padrões de beleza podem ser manipuladores e a relação pais e filhos a escritora soube trabalhar com esses de forma a atingir a mente do leitor  fazendo questionar muitas das ações que praticamos e que o problema pode está em nossa frente só não queremos perceber. A história é narrada pela protagonista mostrando na leitura a mente de lia a cerca de tudo que esta acontecendo até o ápice de sua insanidade, a maneira de pensar é intrigante, é uma investigação constante de qual será o próximo passo, o que aconteceu entre a amizade de ambas e por que ela começou a se questionar sobre o que ela faz. A leitura mescla fatos do passado e presentes para que haja o entendimento sobre o começo de toda a história e não só a resolução do problema.

Quem assistiu a primeira temporada de skins, série inglesa na qual um grupo de jovens vivem em meios boêmios para esquecer seus problemas, ao ler o livro vai se lembrar de uma das protagonistas, que por sinal tem o mesmo nome da amiga morta, Cassie, ela também era anorexica e viva fugindo da realidade para não encarar o problema.

Por fim só deve acrescentar que o livro está super indicado, tratando de assuntos críticos que deveria ser mais abordado para a concientização.

4 comentários:

Niii disse...

estou animada pra esse livro!
adorei 'speak' da mesma autora! o/

Glaucea Vaccari disse...

Tô lendo esse livro agora e apesar de estar no começo ainda, estou gostando bastante. E super curti isso de remeter mesmo que indiretamente a Skins, já que tbm sou fã série.
Bjo

Tarsila Rodrigues disse...

A resenha me deixou curiosa, mas nem tanto. A história não me empolgou... Mas foi legal isso de abordar temas de forma crítica.

Beijos

Anônimo disse...

Acho muito legal os livros falarem desses temas, que querendo ou nao estão presentes na nossa realidade.Adorei a caapa e a sinopse e quero muito ler o livro.parabens pela resenha.
bjs @mundodoesmalte